Pesquisar este blog

20.8.12

Projeto "Bem-Te-Vi, Itaim" - Êxtase até o fim

O CERTO
Quando se faz o que se gosta, com as pessoas certas, no momento certo, você não precisa das respostas imediatas sobre como fazer: você só tem que ter o insight e... fazer! O projeto Bentevi foi assim: uma soma de acertos que permitiu que vários artistas de múltiplas estirpes se juntassem com um objetivo: arrecadar grana para o lançamento de um livro com o melhor da poesia de Akira Yamasaki, um poetaço de mancheia, inspirado até a medula e que é, também, um cara do bem: precisava dessa homenagem dos amigos, fãs e outros tais.


Segundo Silvio Kono, foi numa conversa informal num boteco do Alto da Pedroso, em São Miguel, na zona leste da Sampalândia, numa sexta qualquer de fevereiro, que surgiu a ideia de fazer algo pelo produtor-mór da cultura de S. Miguel e região. Akira faria (fez) 60 anos em agosto e seria legal os amigos se reunirem para fazer alguma coisa praquele que sempre fez pelos outros. De cara, diante da necessidade de se igualar em qualidade com os projetos que o próprio Akira toca, perceberam a necessidade de chamar alguém que tivesse um desprendimento e que pudesse dar "liga" nessa empreitada: convocaram Sueli Kimura, esposa do Poeta e também produtora cultural. E ela tirou um ás da manga: chamem o próprio Akira para ajudar nos cuidados disso. 
Chamaram.
Não poderia ter sido mais certo.


Akira rápido chamou a responsabilidade de granjear parceiros, juntar os diferentes, contemplar os anônimos, separar para multiplicar, administrar "fogos-amigos", tourear egos, juntar temperos e fazer o sopão. E que pratos saíram dessa fornada! Encontrou em Will, dr. Xavier, Sandra, Sílvio de Araújo, Beto Rios, Mizinho e Mizão de Carvalho e tantos outros as mãos, pés e cabeças de um projeto que logo mostrou a que vinha.


Saiu-nos este Bentevi, Itaim, que juntou no restaurante da Casa de Farinha em nove sábados diferentes mais de 30 artistas diferentes, de São Miguel e região, e um público de mais de mil pessoas, que consumiu hectolitros de cerveja, comeu trocentas porções de fritas e frango, entornou caldos e caldos (o de mocotó, pra mim, é o melhor), brindou com diversas branquinhas a arte da arte, a arte da amizade, a arte do encontro, a arte da vida.



Bentevi era, antes de tudo, uma ideia para reunir amigos, ouvir e ver trabalhos de qualidade, homenagear o mestre Raberuan - recém-partido pras estrelas - e arrecadar uma graninha para bancar o livro do Akira. Mas rendeu mais: rendeu também um cd com poemas do japa musicados de maneira sublime pelo Sílvio de Araújo e arranjados com esmero pelos pai&filho Mizão e Mizinho de Carvalho, shows memoráveis no palco da Casa de Farinha (cito, "de prima", o de Ronaldo Ferro & Overdrive como "o show", entre tantos outros que me deixaram maravilhado), o aconchego da Casa de Farinha, com seu bucólico jardim e o sorriso aprazível dos anfitriões da casa, Xavier e Sandra, mas também de toda a equipe do espaço.



Bentevi, Itaim rendeu-nos também o inquestionável talento de Heron Alcântara, que fez a segunda capa do livro, o talento nato de Will na arte gráfica, o desprendimento hercúleo de Sueli Kimura, Jorge Gregório (Gueguê),  Sílvio Kono (no som, nas ideias, na soma total), Betinho Rios, Solange Kono e Fátima Bugolin (nas "tarefas sujas" da cobrança do metal), Big Charlie e Joãosinho - o Little John (pelos vídeos e troféus, além do sorriso sempre encorajador e animador) - pela presença luminosa e inspirada de Gilberto Braz.


O SÁBADO
O lançamento do livro/cd Bentevi, Itaim, com poemas de Akira Yamasaki musicados pelo músico Sílvio de Araujo, aconteceu sábado último, dia 18 na Casa de Farinha. Diante de um público de mais de 300 pessoas (que provocaram 5 horas ininterruptas para os autógrafos), os poetas Gilberto Braz, Claudio Gomes e este escriba, mais Ravi Landim, Vinicius Casé e banda (com participação especial de Priscila Perdigão e deste "enxerido profissional" novamente), Marcel Acauam e Grupo Oca Sound, Sílvio Araújo, Edvaldo Santana (com Éder Vicente Lígia Regina como convidados especiais), Osnofa, Sacha Arcanjo, Gildo Passos, Fabio Lima, Pérola Negra, Zulu de Arrebatá, Aimée Landim, Tião Baía e Ceciro Cordeiro.



A festa contou ainda coma presença marcante das famílias de Akira e Sueli, além de velhos amigos metroviários (o Poeta também promove agitos de fomento cultural no Metrô, onde trabalha), exibição de videoclipes e depoimentos gravados de seus familiares. Também teve uma simbólica entrega de troféus aos mais devotados articuladores do proejto Bentevi, uma feliz ideia pensada e bancada pelo Joãosinho, e que teve seu ápice na premiação de Sílvio Kono, Francisco Xavier, Big Charlie e o próprio Akira. Escolhas muitíssimo acertadas.


fotos Escobar Franelas

Um comentário:

Casé disse...

Fiquei extasiado pela falta de citação, na verdade nem me incomoda tanto, mas para voce posso dizer...foi muito bom ter participado do inicio ao fim dessa peleja...